Raimundos
Cabea De Bode

Em uma noite bem suada
Eu acordei de madrugada
Com uma fome de comer
Alguma coisa forte
Fome da porra e que agonia
No adiantava, eu no esquecia
Eu ia ter que apelar pras comidas do norte
Eu s sabia que
O meu jantar ia ser a parte do animal
Que mais dura que o meu pau
Com uma catinga assim
S sendo rango de homem, no fode,
Meta o pau na aranha e coma a cabea do bode
Vou comer a cabea do bode
Comida boa meu prato preferido
E eu no duvido duvido
Que no me faa suar
Me olhe nos olhos, t sorrindo
Sinto os ouvido entupindo
E no d pra disfarar

D licena, olha pra l
Primeiro naco, pela tua careta
Tu fraco, chapu de couro de saco
Olhe o que tem l no buraco
E no merece
Sem o poder do bicho tu no desce
preciso relaxar
E como o olho do bode
Pode cr vi a idia essa eu digo, isso a mesmo
X chegando na rea e falando na cara
Tomamos muita porrada no decorrer desses anos
Com o suor de nossos corpos chegamos onde estamos
Espalhando nossas idias de norte a sul, leste oeste
S moleque de presa somos do DF
Idias das mais diversas vindo de nossas entranhas
Pra segurar a onda tem que ter as manha.


Mirror lyrics:

Pra segurar a onda tem que ter as manha.
Idias das mais diversas vindo de nossas entranhas
S moleque de presa somos do DF
Espalhando nossas idias de norte a sul, leste oeste
Com o suor de nossos corpos chegamos onde estamos
Tomamos muita porrada no decorrer desses anos
X chegando na rea e falando na cara
Pode cr vi a idia essa eu digo, isso a mesmo
E como o olho do bode
preciso relaxar
Sem o poder do bicho tu no desce
E no merece
Olhe o que tem l no buraco
Tu fraco, chapu de couro de saco
Primeiro naco, pela tua careta
D licena, olha pra l

E no d pra disfarar
Sinto os ouvido entupindo
Me olhe nos olhos, t sorrindo
Que no me faa suar
E eu no duvido duvido
Comida boa meu prato preferido
Vou comer a cabea do bode
Meta o pau na aranha e coma a cabea do bode
S sendo rango de homem, no fode,
Com uma catinga assim
Que mais dura que o meu pau
O meu jantar ia ser a parte do animal
Eu s sabia que
Eu ia ter que apelar pras comidas do norte
No adiantava, eu no esquecia
Fome da porra e que agonia
Alguma coisa forte
Com uma fome de comer
Eu acordei de madrugada
Em uma noite bem suada


Relevant Tags:
CCabea DDe BBode abea e ode aCbea eD oBde fabea xe vode fCabea xDe vBode Cfabea Dxe Bvode xabea ee gode xCabea eDe gBode Cxabea Dee Bgode
vabea fe node vCabea fDe nBode Cvabea Dfe Bnode dabea re hode dCabea rDe hBode Cdabea Dre Bhode Caabea ce Boode Cbea cDe Bde Cbaea Dce Bdoe
Czbea se Bkde Czabea sDe Bkode Cazbea Dse Bokde Cqbea B9de Cqabea D B9ode Caqbea De Bo9de Csbea Ds B0de Csabea B0ode Casbea Des Bo0de
Cwbea D3 Blde Cwabea D3e Blode Cawbea De3 Bolde Cxbea Df Bide Biode Caxbea Def Boide Cabbea Dr Bodde Caea Boe Caeba Der Boed
Cavea D4 Boxe Cavbea D4e Boxde Cabvea De4 Bodxe Cagea Dd Boee Cagbea Dde Boede Cabgea Ded Bodee Canea Dw Bofe Canbea Dwe Bofde



HOME
Popular Songs:
fall

i'm just talkin' about tonight

kule knallert kari

tjena alena

hamburger steak holiday inn

texas cookin'

wondering

ordinary fool

faster

shock the monkey (feat. ozzy osbourne)

ligero como el viento (italiano)

como si no nos hubi„©ramos amado

naufragio

cloudy day

gigi in paradisco

subsidence

junkie

against all odds (duet with bj„É‚∂rn)

all we are

winterschl„§fer

(C) 2012 MirrorLyrics. All rights reserved. contact us