Tom Jobim
guas De Maro (com Elis Regina)

É pau, é pedra
É o fim do caminho
É um resto de toco
É um pouco sozinho
É um caco de vidro
É a vida, é o sol
É a noite, é a morte
É o laço, é o anzol
É peroba do campo
É o nó da madeira
Caingá, candeia
É o Matita Pereira
É madeira de vento
Tombo da ribanceira
É o mistério profundo
É o queira não queira
É o vento ventando
É o fim da ladeira
É a viga, é o vão
Festa da cumeeira
É a chuva chovendo
É conversa, é ribeira das águas de março
É o fim da canseira,
É o pé, é o chão
É a mancha estradeira
Passarinho na mão
Pedra de atiradeira
É uma ave no céu
É uma ave no chão
É um regato, é uma fonte
É um pedaço de pão
É o fundo do poço
É o fim do caminho
No rosto, o desgosto
É um pouco sozinho
É o estrepe, é emprego
É uma ponta é um ponto
É um pingo pingando
É uma conta, é um conto
É um peixe, é um gesto
É uma prata brilhando
É a luz da manhã
É o tijolo chegando
É alinha, é o dia, é o fim da picada
É a garrafa de cana
Estilhaços na estrada
É o projeto da casa
É o corpo na cama
É o carro enguiçado
É a lama, é a lama
É um passo, é uma ponte
É um sapo, é uma rã
É um resto de mato na luz da manhã
São as águas de março
Fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração

É uma cobra, é um pau
É João, é José
É o espinho na mão, é um corte no pé
São as águas de março
Fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração
É pau, é pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco, é um pouco sozinho
É um passo, é uma ponte
É um sapo, é uma rã
É um belo horizonte, é uma febre terçã
São as águas de março
Fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração

..pau ..edra
..im ..inho
..est ..oco
..uco ..inho
..aco ..idro
..ida ..ol
..oite ..orte
..aço ..zol

São as águas de março
Fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração

Pa padaba....


Mirror lyrics:

Pa padaba....

É a promessa de vida no teu coração
Fechando o verão
São as águas de março

..aço ..zol
..oite ..orte
..ida ..ol
..aco ..idro
..uco ..inho
..est ..oco
..im ..inho
..pau ..edra

É a promessa de vida no teu coração
Fechando o verão
São as águas de março
É um belo horizonte, é uma febre terçã
É um sapo, é uma rã
É um passo, é uma ponte
É um resto de toco, é um pouco sozinho
É pau, é pedra, é o fim do caminho
É a promessa de vida no teu coração
Fechando o verão
São as águas de março
É o espinho na mão, é um corte no pé
É João, é José
É uma cobra, é um pau

É a promessa de vida no teu coração
Fechando o verão
São as águas de março
É um resto de mato na luz da manhã
É um sapo, é uma rã
É um passo, é uma ponte
É a lama, é a lama
É o carro enguiçado
É o corpo na cama
É o projeto da casa
Estilhaços na estrada
É a garrafa de cana
É alinha, é o dia, é o fim da picada
É o tijolo chegando
É a luz da manhã
É uma prata brilhando
É um peixe, é um gesto
É uma conta, é um conto
É um pingo pingando
É uma ponta é um ponto
É o estrepe, é emprego
É um pouco sozinho
No rosto, o desgosto
É o fim do caminho
É o fundo do poço
É um pedaço de pão
É um regato, é uma fonte
É uma ave no chão
É uma ave no céu
Pedra de atiradeira
Passarinho na mão
É a mancha estradeira
É o pé, é o chão
É o fim da canseira,
É conversa, é ribeira das águas de março
É a chuva chovendo
Festa da cumeeira
É a viga, é o vão
É o fim da ladeira
É o vento ventando
É o queira não queira
É o mistério profundo
Tombo da ribanceira
É madeira de vento
É o Matita Pereira
Caingá, candeia
É o nó da madeira
É peroba do campo
É o laço, é o anzol
É a noite, é a morte
É a vida, é o sol
É um caco de vidro
É um pouco sozinho
É um resto de toco
É o fim do caminho
É pau, é pedra


Relevant Tags:
guas DDe MMaro ((com EElis RRegina) guas e aro com lis egina) guas eD aMro c(om lEis eRgina)
ッguas xe jaro (ccom slis degina) guas xDe jMaro (om sElis dRegina) ⃃guas Dxe Mjaro (ocm Eslis Rdegina)
guas ee karo (fom 3lis 4egina) ッguas eDe kMaro (fcom 3Elis 4Regina) ッguas Dee Mkaro (cfom E3lis R4egina)
⃃guas fe naro (xom flis gegina) guas fDe nMaro (xcom fElis gRegina) guas Dfe Mnaro (cxom Eflis Rgegina)
gguas re Maaro (vom rlis tegina) uas rDe Mro (vcom rElis tRegina) ugas Dre Mrao (cvom Erlis Rtegina)
huas ce Mzro (dom 4lis 5egina) hguas cDe Mzaro (dcom 4Elis 5Regina) ghuas Dce Mazro (cdom E4lis R5egina)
yuas se Mqro (coom dlis fegina) yguas sDe Mqaro (cm dElis fRegina) gyuas Dse Maqro (cmo Edlis Rfegina)
buas Msro (ckm wlis eegina) bguas D Msaro (ckom wElis eRegina) gbuas De Masro (cokm Ewlis Reegina)
vuas Ds Mwro (c9m Ellis vguas Mwaro (c9om Eis Rgina) gvuas Des Mawro (co9m Eils Rgeina)
fuas D3 Mxro (c0m Ekis Rsgina) fguas D3e Mxaro (c0om Eklis Rsegina) gfuas De3 Maxro (co0m Elkis Resgina)
tuas Df Marro (clm Eois R3gina) tguas Mao (clom Eolis R3egina) gtuas Def Maro (colm Elois Re3gina)
guuas Dr Mado (cim Epis Rfgina) gas Madro (ciom Eplis gaus Der Mardo (coim Elpis Refgina)
ghas D4 Ma4o (comm Eliis Rrgina) D4e Ma4ro (co Els Rregina) guhas De4 Mar4o (com Elsi Rergina)
g7as Dd Mago (coj Eljs R4gina) g7uas Dde Magro (cojm Eljis gu7as Ded Margo (comj Elijs Re4gina)
gkas Dw Mato (cok El9s Rdgina) gkuas Dwe Matro El9is gukas Dew Marto (comk Eli9s Redgina)
gias Ma5o (con Ells Rwgina) giuas Ma5ro (conm Rwegina) guias Mar5o (comn Elils Rewgina)
g8as Mafo Elos Reggina) g8uas Mafro Reina) gu8as Marfo Elios Reigna)
gjas Maeo Elks Rehina) gjuas Maero Rehgina) gujas Mareo Eliks Reghina)
gyas Maro El8s Reyina) Maro El8is Reygina) guyas Maro Eli8s Regyina)
guaas Marッo Elus Rebina) gus Maro Eluis Rebgina) gusa Mar⃧o Elius Regbina)
guzs Maro Eliss Revina) guzas Marョo Eli Revgina)



HOME
Popular Songs:
i can get down

fuego en el alma

everywhere

for her

job

call my name

minuit, midi

remember

ten years down

no seremos pais incgnitos

colombine

spontaneous song i

och bara med dig r jag hel

martha avenue love song

ghost

tu recuerdo y yo

mona lisa

familj

lyric

aspettando

(C) 2012 MirrorLyrics. All rights reserved. contact us