Jorge Palma
H Sempre Algum

A chuva varre as janelas do teu apartamento.
A minha bagagem repousa ao abrigo do vento
E eu nem preciso de olhar para ti
Para saber o que esperas de mim.
Tu queres-me fazer cumprir
Coisas que eu não prometi.

Tu também sentes na pele o sopro da mudança,
Mas ficas sentada na sala à espera da esperança.
Aprendemos juntos a enfrentar o frio,
Embarcámos juntos no mesmo avião
E agora tu queres parar...
Dormir na margem do rio.

Mas, basta-me saber que há sempre alguém a lutar contra a corrente
Para me apetecer saltar,
Ir nadar ao lado dele,
Derretendo com o olhar
Todos os muros de gelo
E não consigo descansar
Enquanto não alcanço uma nova nascente.

Dizes que não suportas ver-te sózinha ao relento,
Mas tudo o que fazes é soltar o teu longo lamento
E eu vou para o meio da multidão,
Não levo a virtude nem a salvação,
Mas levo o meu calor
E uma guitarra na mão

E basta-me saber que há sempre alguém a lutar contra a corrente
Para me apetecer saltar,
Ir nadar ao lado dele,
Derretendo com o olhar
Todos os muros de gelo
E não consigo descansar
Enquanto não alcanço uma nova nascente.

E quando te voltar a apetecer seguir em frente,
Se me quiseres acompanhar,
Canta uma canção de amor,
Pinta os olhos cor de mar...
Põe no teu peito uma flor,
Traz um amigo qualquer
E vamos juntos abraçar o sol nascente


Mirror lyrics:

E vamos juntos abraçar o sol nascente
Traz um amigo qualquer
Põe no teu peito uma flor,
Pinta os olhos cor de mar...
Canta uma canção de amor,
Se me quiseres acompanhar,
E quando te voltar a apetecer seguir em frente,

Enquanto não alcanço uma nova nascente.
E não consigo descansar
Todos os muros de gelo
Derretendo com o olhar
Ir nadar ao lado dele,
Para me apetecer saltar,
E basta-me saber que há sempre alguém a lutar contra a corrente

E uma guitarra na mão
Mas levo o meu calor
Não levo a virtude nem a salvação,
E eu vou para o meio da multidão,
Mas tudo o que fazes é soltar o teu longo lamento
Dizes que não suportas ver-te sózinha ao relento,

Enquanto não alcanço uma nova nascente.
E não consigo descansar
Todos os muros de gelo
Derretendo com o olhar
Ir nadar ao lado dele,
Para me apetecer saltar,
Mas, basta-me saber que há sempre alguém a lutar contra a corrente

Dormir na margem do rio.
E agora tu queres parar...
Embarcámos juntos no mesmo avião
Aprendemos juntos a enfrentar o frio,
Mas ficas sentada na sala à espera da esperança.
Tu também sentes na pele o sopro da mudança,

Coisas que eu não prometi.
Tu queres-me fazer cumprir
Para saber o que esperas de mim.
E eu nem preciso de olhar para ti
A minha bagagem repousa ao abrigo do vento
A chuva varre as janelas do teu apartamento.


Relevant Tags:
HH SSempre AAlgum empre lgum H eSmpre lAgum j zempre zlgum jH zSempre zAlgum Hj Szempre Azlgum
u wempre qlgum uH wSempre qAlgum Hu Swempre Aqlgum n dempre slgum nH dSempre sAlgum Hn Sdempre Aslgum
b eempre wlgum bH eSempre wAlgum Hb Seempre Awlgum g xempre xlgum gH xSempre xAlgum Hg Sxempre Axlgum
y aempre Allgum yH aSempre Agum Hy Saempre Aglum H Akgum H Smpre Aklgum H Smepre Alkgum
H㢢 Ssmpre Aogum H Ssempre Aolgum H Sesmpre Alogum S3mpre Apgum S3empre Aplgum Se3mpre Alpgum
Sfmpre Alggum Sfempre Alum Sefmpre Alugm Srmpre Alhum Srempre Alhgum Sermpre Alghum
S4mpre Alyum S4empre Alygum Se4mpre Algyum Sdmpre Album Albgum Sedmpre Algbum
Swmpre Alvum Alvgum Sewmpre Algvum Semmpre Alfum Sepre Alfgum Sepmre Algfum
Sejpre Altum Sejmpre Altgum Semjpre Algtum Sekpre Alguum Sekmpre Algm Semkpre Algum
Senpre Alghm



HOME
Popular Songs:
the ruins of my life

dreaming part 2

hard times

oh collector

simple as that

angel on my shoulder

jadikan aku raja

easy lover

back into the universe

carry on

my rifle, my pona and me

why cry

push it to the limit corbin bleu

extra lucide

rise up (s2s)

the day you left me

walking contradictions

if i knew

steal my heart away

je ne peux pas t'en vouloir

(C) 2012 MirrorLyrics. All rights reserved. contact us